A história nas histórias: os Narradores de Javé

Ilustração de Lia, 6º Ano

Ilustração de Lia, 6º Ano

Assistimos ao filme Narradores de Javé, com a direção de Eliane Caffé, produzido em 2003, e abordamos, na aula de História do 6º ano tarde, questões importantes para a construção do conhecimento: a memória, o método científico, o patrimônio histórico, a tradição, a história oral, a transformação das paisagens pelo homem entre outras possibilidades de análise.

Javé é uma cidade simples, com moradores pobres e muito batalhadores. Esta cidade seria alagada por uma represa que inundaria o lugar. A única esperança era provar que lá haviam acontecido coisas importantes e precisavam documentar os acontecimentos num documento escrito.

Convocam um dos moradores, Antônio Biá, para escrever a verdade sobre o vilarejo, os habitantes e seus feitos heroicos. Mas o escritor não é muito confiável, tem um passado de mentiras e a tarefa é grandiosa. Será que ele conseguirá?

A construção de uma barragem, com a consequente inundação do lugar, poderá apagar a memória do povoado, pois quem estava lá construiu sua vida ali e as amostras dos relatos do povo podem se perder, fazendo com que as histórias sejam esquecidas.

As histórias contadas de pais para filhos, no entanto, podem também conservar lembranças. A memória é muito mais forte do que um lugar, pois está ligada aos sentimentos e ao que é importante para nós.

Ao longo do filme, são contadas diferentes histórias por diferentes personagens. Cada um viu, ouviu, viveu coisas diferentes e por isso tem percepções únicas. Várias versões da história, baseadas nas vivências de todos, podem nos aproximar da realidade.

O filme nos mostra, além dos relatos, muitas outras fontes históricas: fotografias, mapas, documentos escritos, construções, objetos e até a própria paisagem.

O final é surpreendente. É uma história de coragem, recomeço, união e faz pensar se o desenvolvimento urbano é sempre positivo.

Texto Coletivo – 6º Ano Tarde

Categoria: Sem categoria

Sobre Andreia Mascarenhas

Nascida em São Paulo, no dia 28 de Junho de 1976. Licenciou-se em História, pelo Instituto de Filosofia e Ciências Humanas da Unicamp, em 1999. Trabalha na Escola Curumim desde 2002. É professora da rede municipal de ensino de Valinhos/SP.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *